JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение

História de Pirenópolis

Pirenópolis é um município histórico, sendo um dos primeiros do estado de Goiás. Foi fundado com o nome de Minas de Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte pelo minerador português Manoel Rodrigues Tomar (alguns historiadores denominaram-no como Manoel Rodrigues Tomás). As minas da região foram descobertas pelo bandeirante Amaro Leite, porém foram entregues aos portugueses por Urbano do Couto Menezes, companheiro de Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera Filho, na primeira metade do século XVIII. Segundo a tradição local, o arraial foi fundado em 7 de outubro de 1727, porém não há documentos comprobatórios e muitos historiadores e cronistas antigos afirmam ser a fundação em 1731.

Foi importante centro urbano dos século XVIII e XIX, com mineração de ouro, comércio e agricultura, em especial a produção de algodão para exportação no século XIX. Ainda no século XIX, com o nome de cidade de Meia Ponte, destacou-se como o berço da música goiana, graça ao surgimento de grandes maestros, bem como berço da imprensa em Goiás, já que ali nasceu o primeiro jornal do Centro Oeste, denominado Matutina Meiapontense. Uma vez que citamos aqui o primeiro jornal do Centro Oeste, o poeta Leo Lynce diz, nos seguintes versos decassílabos: Que mundo de emoções experimento,/ ao recordar-te gleba hospitaleira/ - berço da imprensa de Goiás -, primeira/ luz acesa no nosso pensamento. Em 1890, a cidade teve seu nome mudado para Pirenópolis, o município dos Pireneus, nome dado à serra que a circunda. Ficou isolada durante grande parte do século XX e redescoberta da década de 1970, com a construção da nova capital do país, Brasília. Hoje, é famosa pelo turismo e pela produção do quartzito, a Pedra de Pirenópolis.

Etimologia

Pyrenópolis (ortografia arcaica), posteriormente Pirenópolis, significa "a Cidade dos Pireneus". Seu nome provém da serra que circunda a cidade que é a Serra dos Pireneus. Segundo a tradição local, a serra recebeu este nome por haver na região imigrantes espanhóis, provavelmente catalães. Por saudosismo ou por encontrar alguma semelhança com os Pirenéus da Europa, cadeia de montanhas situada entre a Espanha e a França, deram então a esta serra o nome de Pirenéus, mas mais tarde, devido à pronúncia da língua portuguesa no Brasil, surgiu a grafia sem acento.

Patrimônio histórico

Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1989, o município conta com um Centro Histórico ornado com casarões e igrejas do século XVIII, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário (1728-1732), a Igreja de Nossa Senhora do Carmo (1750-1754) e a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (1750-1754), além de prédios de relevante beleza arquitetônica como o Teatro de Pirenópolis, de estilo híbrido entre o colonial e neoclássico, de 1899, e o Cine Teatro Pireneus, em estilo art-déco, de 1919 e a Casa de Câmara e Cadeia construído em 1919 como réplica idêntica do original de 1733.

Ficha Técnica
      • Nome: Conjunto Arquitetônico, Urbanístico, Paisagístico e Histórico de Pirenópolis
      • Município: Pirenópolis
      • Estado: Goiás
      • Superintendência Regional do Iphan: 14ª
      • Área do perímetro tombamento: 17 ha
      • Nº Processo:1181-T-85
Características do Tombamento Federal
      • Livro Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico
      • Data: 10 de janeiro de 1990
      • Inscrição:105
      • Livro do Tombo: Histórico Vl.2,
      • Inscrição: 530,
      • Data: 10 de janeiro de 1990

Geografia

Localiza-se a uma latitude 15º51'09" sul e a uma longitude 48º57'33" oeste, estando a sede a uma altitude de 770 metros. Sua população em 2010, segundo censo do IBGE, foi de 22.400 habitantes. Possui uma área de 2227,793 km².

O município está localizado no Planalto Central Brasileiro e é cortado de norte a sul por uma formação de cuesta, onde a leste temos a borda dos altiplanos deste planalto, com altitudes médias acima dos 1.200 metros, de vegetação campestre e rochosa e cujos rios compõem a Bacia Platina, e a Oeste uma extensa depressão de altitude média de 700 metros, de vegetação mais densa e cujos rios compõem a Bacia do Tocantins-Araguaia. A sede do município está localizada bem próximo a esta serra, num trecho conhecido como Serra dos Pireneus. Devido a essa topografia, é privilegiada no potencial turístico, possui clima agradável e a presença de centenas de cachoeiras, que agradam aos ecoturistas e amantes da natureza. Além do turismo, essas formações provêm matéria-prima para a exploração mineral do quartzito, rocha muito usada na construção civil, especialmente para pisos exteriores, conhecida comercialmente como Pedra de Pirenópolis, Pedra Goiana, Pedra Mineira ou Pedra de São Tomé (São Tomé das Letras é um município de Minas Geraisque também explora esse mineral).

Hidrografia

Rios

  • Rio das Almas
  • Rio Corumbá
  • Rio Dois Irmãos
  • Rio dos Patos
  • Rio Padre Souza
  • Rio das Pedras
  • Rio do Peixe

Ribeirões

  • Araras
  • Bom Jesus
  • Castelhanos
  • Conceição
  • Dois Irmãos
  • do Gado
  • São João
  • Santa Maria
  • Santa Rita
  • Tapiocanga
  • do Inferno

Córregos

  • Pratinha - Cidade
  • Lava-Pés - Cidade
  • Soberbo
  • Maracujá
  • Sabão
  • Mar e Guerra
  • Capitão do Mato
  • Vaga Fogo
  • do Ouro
  • Lajes - Lagolândia
  • Caxirí - Capela do Rio do Peixe
  • Pratinha - Capela do Rio do Peixe
  • Arruda
  • Catingueiro de Cima
  • Catingueiro de Baixo
  • do Lázaro

Cachoeiras

Abaixo algumas cachoeiras próximas de Pirenópolis:

  • Cachoeira Nossa Senhora do Rosário
  • Cachoeira da Meia Lua
  • Cachoeira do Abade
  • Cachoeiras das Araras
  • Cachoeira da Usina Velha
  • Cachoeiras do Bonsucesso
  • Cachoeiras dos Dragões
  • Cachoeira do Lázaro
  • Cachoeira Santa Maria, na Reserva Ecológica Vargem Grande

Clima

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), desde 1977 a menor temperatura registrada em Pirenópolis foi de 4,1 °C em 18 de julho de 2000, e a maior atingiu 39,4 °C em 28 de outubro de 2008. O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 167,3 mm (milímetros) em 17 de dezembro de 1989. Outros grandes acumulados foram 153,3 mm em 21 de abril de 2007, 126,2 mm em 2 de abril de 2010, 121,2 mm em 27 de fevereiro de 2007, 120,9 mm em 9 de fevereiro de 1992, 118,3 mm em 30 de janeiro de 1985, 108,4 mm em 17 de novembro de 1989, 107 mm em 10 de dezembro de 1989, 106,5 mm em 31 de janeiro de 2005, 106,1 mm em 18 de outubro de 1998 e 103,4 mm em 20 de dezembro de 1989.[9] O menor índice de umidade relativa do ar foi registrado em 22 de setembro de 2007, de 11%.

Bairros

  • Centro
  • Centro Histórico
  • Alto do Bonfim
  • Bairro do Carmo
  • Alto da Lapa
  • Vila Matutina
  • Vila Pompeu I
  • Vila Pompeu II
  • Vila Santa Bárbara
  • Vila Zizito Pompeu
  • Vila Mutirão
  • Vila Passagem Funda
  • Vila Cintra
  • Jardim Santa Luzia
  • Jardim Taquaral
  • Jardim Esmeralda
  • Jardim Babilônia
  • Jardim Morro de Santa Barbara

Povoados:

  • Bom Jesus
  • Capela do Rio do Peixe
  • Caxambu
  • Goianópolis - Malhador - Maiadô
  • Índio