JS NewsPlus - шаблон joomla Продвижение

Pirenópolis aumenta em mais de 300% o policiamento na cidade durante as Cavalhadas

Segundo o Coronel Arthur, a expectativa é que circule pela cidade mais de 60 mil pessoas durante esses dias, a estimativa representa quase o dobro da população fixa do município.

Para o Coronel, o evento das Cavalhadas em si, apesar do fluxo intenso de pessoas, acontece sempre com muita tranquilidade, a atenção especial está nas festividades que ocorrem em paralelo com as atividades no campo.

A frente do 37º Batalhão de Pirenópolis, o Coronel conta que seu efetivo atende outras duas cidades e todos os distritos do entorno, e alega ter a disposição uma quantidade satisfatória de policias, além do apoio da Prefeitura e acesso livre ao Comando Geral da Polícia, sempre que há necessidade de reforços.

Coronel Arthur reconhece o desafio de gerir a segurança de uma cidade com fluxo tão intenso de passantes, “O turismo demanda um empenho mais minucioso por parte da polícia. Muitas vezes pessoas mal-intencionadas se aproveitam desse caráter turístico de Pirenópolis”.

Sustentada em dados da Segurança Pública, estatísticas mostram que dentre as 38 regiões de integração, Pirenópolis teve queda expressiva no ranking de ocorrências entre os meses de janeiro e maio.
No mês de janeiro eram registradas 2900 ações policiais, ações essas que são espontâneas e não são provocadas pela sociedade, hoje somam 3964, divididas entre abordagem de suspeitos, abordagem a veículos, visitas a comércio, escolas e outros.

Mesmo com a preocupação por parte do comando e da Prefeitura, o Coronel ainda enxerga que há muito a ser feito, “Pirenópolis tem sido vítima de furtos e roubos a residências, temos focado nessa modalidade de ocorrência e contamos com a colaboração da comunidade no que diz respeito à segurança”.

O Coronel Arthur aponta a importância de estar sempre atento. “A criminalidade está aumentando no Brasil todo, mantenha aqui a postura de preservação que tem nas grandes cidades. Não temos índices alarmantes, mas se faz necessária a precaução em qualquer lugar”, Alerta.

Durante as Cavalhadas, a cidade recebe um suporte de 300% do policiamento de rotina na cidade, dispostos em viaturas, motos e policiais a pé em todos os acessos para os polos de maior concentração de pessoas. Junto a esse aporte do 3º Comando Regional, o GPT estará trabalhando na segurança durante todo o período que compreende as Cavalhadas, e, caso necessário será acionado, também, o serviço de segurança especializado, CPE.

Sobre as precauções para os dias que seguem em festividades, o Coronel Arthur aconselha, “é melhor não ser uma vítima fácil, isso é uma premissa da polícia comunitária, considerando a característica das cidades históricas, Pirenópolis possui ruas de baixa iluminação, evite transitar em certos horários por regiões que dificultam a visibilidade da polícia, fique sempre atento a quem está por perto e acione a Polícia Militar em qualquer sinal de insegurança ou suspeita”.